ALESE realiza capacitação do Projeto Educação Cidadã para os gestores das escolas municipais

04/10/2022 - 17:13 Atualizado há 11 horas



Conhecer as leis é importante para a formação de bons cidadãos. Por isso, a Secretaria Municipal da Educação (Semed), realizou na manhã desta terça-feira (04) uma capacitação das equipes gestoras das escolas dos anos finais. A ação é uma parceria com a Escola do Legislativo (Elese) da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) e ocorreu no anexo da EMEF São Cristóvão.

 

De acordo com Lúcia Gobatto, coordenadora dos anos finais da Semed, a Secretaria da Educação havia sido convidada anteriormente para um encontro com a Elese e organizada uma reunião com os diretores e coordenadores das escolas dos anos finais para a apresentação do Projeto ‘Educação Cidadã’.

 

A capacitação visa a promoção do estudo ‘Constituição em Miúdos’, um projeto que integra uma coleção de leis interpretadas e escritas direcionadas ao entendimento dos alunos - a ‘Coleção em Miúdos’. Nela são abordadas leis como Maria da Penha, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o Estatuto da Igualdade Racial, entre outros.

 

 

“É muito importante que os alunos dos anos finais conheçam a importância da Constituição porque muitas vezes eles não sabem nada sobre seus direitos e deveres, então o nosso objetivo é trazer esse projeto da Elese para as escolas que contemplam os anos finais”, explicou Lúcia.

 

Lúcia Gobatto, coordenadora dos anos finais da Semed

 

A diretora da Elese, Isabela Mazza, conta que a meta é trazer o conteúdo desse projeto para todas as escolas do estado de Sergipe, e elogiou a atitude da Semed de São Cristóvão em participar. “Nós estamos muito felizes de estar aqui podendo trazer esse projeto e fazer com que as crianças tenham esse tipo de informação, para que a sociedade no geral e a cidade de São Cristóvão se transformem num município melhor, bem formado, que as pessoas tenham mais conhecimento do que é ser cidadão, além de um maior desenvolvimento do município”, disse.

 

Isabela Mazza, diretora de Elese

 

Para a secretária da educação, Deise Barroso, é esperado que esse projeto seja levado para as salas de aula. “Esse é um momento inicial, mas pretendemos ir além. Queremos trabalhar o projeto com o aluno para quando chegar na vida adulta ele saiba ser um cidadão que represente bem o seu estado, sua cidade e o seu país. É algo que todo mundo ganha, a sociedade ganha”, acrescentou.

 

Deise Barroso, secretária da educação

 

Opinião dos representantes

 

A diretora da EMEF Martinho Bravo, Eliane Ferreira Santos, revelou que estava conhecendo o projeto pela primeira vez e ressaltou a necessidade desse ensino nas escolas de Fundamental II. “Muitas vezes esses assuntos são trabalhados superficialmente, então os alunos precisam ter esse conhecimento de forma acessível para que possam entender melhor as leis de uma maneira lúdica”, concluiu.

 

Eliane Santos, diretora da EMEF Martinho Bravo

 

Já Daniela Melo, diretora da EMEF Gina Franco, entende o projeto como uma oportunidade dos estudantes entenderem o verdadeiro sentido da Constituição Federal do nosso país. “Esses meninos só escutam as coisas em pedacinhos ou o que é mais interessante para eles, então esse projeto irá esclarecer todo o contexto da nossa história que realmente importa numa democracia”, finalizou.

 

Daniela Melo, diretora da EMEF Gina Franco

 

Fotos: Heitor Xavier