Agentes comunitários e de combate a endemias realizam mutirões contra o mosquito da dengue em São Cristóvão

11/08/2022 - 18:51 Atualizado há 2 dias



 

A prefeitura de São Cristóvão está mobilizando todas as equipes de agentes comunitários de saúde e agentes de endemias para atuar no combate ao mosquito Aedes Aegypt. Na tarde desta quinta (11) as equipes da vigilância ambiental estiveram no Loteamento Lauro Rocha realizando vistoria nas casas, orientando a população e eliminando os focos do mosquito.

 

 

Verificação de focos do mosquito

 

O cronograma de mutirões prevê atuação em diversos bairros da cidade, da zona urbana à zona rural, com intervenção dos agentes nas casas de forma preventiva. Segundo Nelson Filho, supervisor dos agentes de combate a endemias, o principal objetivo dos mutirões é intensificar o combate ao mosquito Aedes Aegypt. 

 

 

 

Nelson Filho, supervisor dos agentes de combate a endemias

 

“Estamos em um período de chuvas, sazonal, onde ocorre a maior incidência de casos e de infestação do mosquito. Por isso estamos realizando um trabalho de 100% nessa área, que é um trabalho de eliminação de criadouros, tratamento dos depósitos, coleta quando encontramos foco com larvas, e a parte de orientação que é uma das principais do trabalho: sensibilizar a comunidade e convidá-los a somar com a gente nesse combate ao mosquito”, explicou.

 

 

Orientações e entrega de material informativo à comunidade

 

 

As equipes devidamente identificadas entram nas casas, fazem a verificação do local, veem se há água parada ou larvas do mosquito e após as devidas orientações ao morador, sinalizam a casa com um adesivo de “casa livre de dengue”. “Temos um diferencial agora que é o fato de as casas que forem inspecionadas pelo nosso agente receberem um adesivo que identificará que aquela casa esta livre de foco do mosquito da dengue”, complementa Nelson.

 

 

Sinalização "Casa livre de dengue"

 

Para a comunidade, esse é um trabalho necessário, principalmente diante da possibilidade de o mosquito transmitir dengue e outras doenças como Chikungunya e Zika. “Cuido da casa e aqui está tranqüilo por enquanto. Acho muito bom o trabalho porque do jeito que as coisas estão é bom ir prevenindo contra essas doenças”, afirmou Cleide dos Santos, moradora do Loteamento Lauro Rocha.

 

 

Cleide dos Santos, moradora do Loteamento Lauro Rocha

 

 

Ítalo Santos, morador do Loteamento Lauro Rocha também recebeu as instruções da agente de saúde, que encontrou algumas larvas no seu quintal. “Combater a dengue, os focos e diminuir essas doenças é muito importante, não é brincadeira. Aqui tinha um balde enchendo de água e a agente deu toda instrução. Nós viramos ele e deixamos emborcado para não acumular mais água”, disse ele.

 

 

 Ítalo Santos, morador do Loteamento Lauro Rocha

 

“Aqui encontramos essas larvas, então coletamos e elas seguem para o laboratório onde vão ver se elas são larvas do Aedes Aegypt ou culex, que é da muriçoca. Se for do Aedes, haverá um levantamento da área para ver se estão encontrando mais positivos e assim fazer um trabalho diferenciado no local”, explicou Denise Barbosa, agente de combate a endemias.

 

 

Denise Barbosa, agente de combate a endemias

 

 

O trabalho de orientação é feito também com entrega de material educativo à toda comunidade onde o mutirão é realizado. 

 

 

 

Confira o cronograma de Mutirões de combate à dengue, chikunguya e zika em São Cristóvão, que seguem acontecendo até o mês de setembro:

 

25/07 Jardim Universitário
28/07 Parque Universitário
02/08 Rosa Maria
04/08 Rosa do Oeste
09/08 Apicum
11/08 Loteamento Lauro Rocha
16/08 Lourival Batista
18/08 Alto da Divineia
23/08 Colônia Miranda
25/08 Caípe Velho
30/08 Pedreiras
01/09 Timbó Barragem
06/09 Timbó do presídio
08/09 Aldeia
13/09 Parque Santa Rita
15/09 Cabrita
20/09 Feijão
22/09 Cardoso
27/09 Acampamentos Emília Maria e Nossa Senhora de Lourdes
29/09 Centro Comercial (encerramento)

 

Fotos: Dani Santos